Warning: Declaration of wwl_walker_nav_menu_dropdown::start_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_lvl(&$output, $depth = 0, $args = Array) in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 1077

Warning: Declaration of wwl_walker_nav_menu_dropdown::end_lvl(&$output, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_lvl(&$output, $depth = 0, $args = Array) in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 1077

Warning: Declaration of wwl_walker_nav_menu_dropdown::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = Array, $id = 0) in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 1077

Warning: Declaration of wwl_walker_nav_menu_dropdown::end_el(&$output, $item, $depth) should be compatible with Walker_Nav_Menu::end_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = Array) in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 1077
marketing | Profmarketing - O Blog dos Profissionais de Marketing

Quer uma Promoção na área Comercial ou de Marketing?

Padr√£o

Quer uma Promoção na área Comercial ou de Marketing?

Two Businesswomen Shaking Hand

Duas pessoas me escreveram na √ļltima semana com d√ļvidas semelhantes, o que fazer para serem promovidas a gestoras em suas empresas.

 

Outro dia uma pessoa que trabalhava como gerente comercial e queria ser promovido a diretor me escreveu também. Obviamente que cada caso é um caso cheio de particularidades e ambiente próprio, os fatores que levam a uma promoção são muitos e variam, mas queria deixar aqui apenas um comentário sobre o assunto.

 

Se voc√™ quer se tornar um gerente, diretor, gestor, ou o que for, passe a agir, se vestir, pensar e trabalhar como um, desde j√°. A postura que voc√™ demonstra nas situa√ß√Ķes do dia a dia pode te ajudar. Voc√™ demonstrar√° aos poucos seguran√ßa e prepara√ß√£o. A pessoa respons√°vel por promover,¬† por escolher quem ser√° o novo gerente, gestor, etc‚Ķ levar√° em conta caracter√≠sticas, compet√™ncias e atitudes dos candidatos.¬† E quanto mais esta pessoa ver no candidato comportamentos ou compet√™ncias que ela julga necess√°ria ao novo posto, melhor. Se voc√™ desde j√° se porta dessa maneira, demonstra alguma dessas caracter√≠sticas, isso te coloca na dianteira quando da escolha.

 

E s√£o muitos os fatores que comp√Ķe essa postura. Desde a habilidade de comunica√ß√£o, o palavreado dentro da empresa, a capacidade de entregar resultados, de trabalhar sob press√£o, ¬†do asseio e cuidado com a imagem pessoal, a atitude de se colocar a frente dos problemas, a organiza√ß√£o, ¬†o grau de envolvimento com a empresa, entre muitas outras, fazem diferen√ßa.

 

E não estou falando para você deixar de ser você mesmo, mas sim para que reflita e perceba o que você pode fazer desde já, que aos poucos será absorvido como um hábito e que levará naturalmente a uma promoção, ou seja, você já estará preparado e sendo um gerente sem perceber.

 

Naturalmente que s√≥ o pensamento e essas atitudes ainda n√£o garantem tudo. Uma coisa fundamental √© uma prepara√ß√£o efetiva, uma qualifica√ß√£o t√©cnica adequada¬†√† fun√ß√£o. E pensando nisso recomendo aproveitar a oportunidade de fazer um curso superior na √°rea. Recomendo o Curso Superior de Tecnologia em Gest√£o Comercial (EaD) da Unisc (com 1.650h)¬†que est√° at√© o dia 05/12/13 com inscri√ß√Ķes abertas (Vestibular 2014) – site com descri√ß√£o do curso: http://www.unisc.br/portal/pt/cursos/graduacao/gestao-comercial/apresentacao.html¬†e com FanPage no Facebook: ¬†https://www.facebook.com/CursoGestaoComercialEadUnisc.

 

Unindo a qualificação com curso superior de tecnologia na área cria também um grande diferencial.

Assim estará pronto para o novo desafio, pois a promoção pode sair pela culatra se assim não o estiver.

 

Mantenha a sua personalidade e identidade, mas se quer ser um gerente, um diretor, um gestor, aja como um desde já e qualifique-se. Facilite a vida para quem quer te promover. Não espere, puxe a fila, crie seu espaço e domine o conhecimento!

Passo-a-passo do Marketing Digital

Padr√£o

O passo-a-passo do Marketing Digital


O marketing digital que conhecemos passou por uma serie de mudan√ßas at√© chegar ao formato atual. O v√≠deo acima ilustra, de forma clara √© pr√°tica, as transforma√ß√Ķes que vem sendo feitas atrav√©s do anos. Ainda n√£o √© poss√≠vel prever o que poder√° ser feito futuramente nesta √°rea, mas olhando para o passado, que nem √© assim t√£o distante, j√° podemos esperar mais novidades neste aspecto. Outro material bem produzido neste mesmo assunto, por√©m focando mais na internet em si, √© o v√≠deo 5 anos que mudaram tudo, tamb√©m √© digno de uma pausa para assistir.

Empresas no ‚Äúmundo conectado‚ÄĚ

Padr√£o

Artigo1

As altera√ß√Ķes socioculturais s√£o constantes na realidade da humanidade. A era da informa√ß√£o, revolucionada a partir do surgimento da internet, transforma a sociedade atual de um n√ļcleo de consumidores para cidad√£os mais exigentes, a demandarem rapidez, clareza, qualidade e, mais recentemente, a sua co-participa√ß√£o no desenvolvimento de solu√ß√Ķes. Este cen√°rio tem demandado organiza√ß√Ķes voltadas aos seus clientes de maneira verdadeiramente dedicada.
Para essa massa cr√≠tica √© preciso, mais do que nunca, al√©m de satisfazer suas necessidades, agregar valor, firmando um relacionamento relevante e duradouro, cujo ‚Äúlucro‚ÄĚ, os benef√≠cios a longo prazo, possam ser alcan√ßados, administrando o rendimento que o cliente gera no seu tempo de vida.
Estamos vivendo em uma sociedade em rede, em que ‚Äúos efeitos causados pela tecnologia da informa√ß√£o no mundo contempor√Ęneo regulam o consumo e a produ√ß√£o‚ÄĚ As redes interativas de computadores, que crescem exponencialmente, est√£o ‚Äúmoldando a vida e, ao mesmo tempo, sendo moldadas por ela.‚ÄĚ (CASTELLS, 1999. p.22).
A naturalidade das rela√ß√Ķes pessoais, na estrutura social, se transfere, agora, para um espa√ßo em que a interatividade acontece no mundo virtual. A tecnologia apresenta-se como uma ponte facilitadora da intera√ß√£o entre as pessoas, do desenvolvimento e do compartilhamento de conte√ļdos.
Neste contexto, o coletivo ganha for√ßas e as empresas incapazes de absorver os di√°logos digitais com seus consumidores podem ter s√©rios preju√≠zos, arranhando de forma significativa sua reputa√ß√£o de marca. Qualquer aspecto relacionado √† empresa, e com base em experi√™ncias vivenciadas, pode influenciar milhares de consumidores e potenciais consumidores. As viv√™ncias tornam-se p√ļblicas rapidamente, sejam elas positivas ou negativas e com o poder da coletividade podem ganhar for√ßa e consist√™ncia sem precedentes.
Potencializar o relacionamento no ambiente digital torna-se cada vez mais importante para as empresas como um componente integral das suas ofertas. Aproximar esta vis√£o das pr√°ticas do dia a dia pode resignificar a dimens√£o do neg√≥cio levando em considera√ß√£o as din√Ęmicas do mundo contempor√Ęneo.

CASTELLS, Manuel. A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

5 Dicas para Melhorar Vendas de seu E-commerce

Padr√£o

 

5 Dicas para Melhorar Vendas de seu E-commerce

 

O post de Profmarketing hoje é bem sucinto e prático Р5 dicas para Lojas Online:

# 1ª DICA > Insira em cada produto um espaço para a opinião dos consumidores.

# 2ª DICA > Utilize selos de segurança.

# 3ª DICA > Desenvolva regras claras sobre troca e frete.

# 4ª DICA > Deixe visíveis preços, formas de pagamento e taxas de juros.

# 5¬™ DICA > Crie uma p√°gina de check out simples e com todas as informa√ß√Ķes da compra.

Alerta para quem está iniciando agora no ramo, digamos, que já possui loja física e agora quer ampliar sua praça de atuação e vendas:

A¬†p√°gina inicial de seu site E-commerce √© como a sua melhor vitrine de uma loja f√≠sica, isto significa que deve colocar em destaque os mais procurados e tamb√©m os melhores produtos. Nada de colocar foto de fachada da empresa f√≠sica! Isto √© uma grande erro! Foto de fachada e detalhes f√≠sicos s√£o sim importantes, mas s√≥ para a se√ß√£o “A Empresa”, “Sobre”, e nada mais.

———

Profissionalize suas a√ß√Ķes online, qualifique-se: Curso de Marketing Digital Gest√£o Beta em Cap√£o da Canoa (RS) ou em Santa Cruz do Sul (RS).

Você é Estrategista ou Ferramenteiro?

Padr√£o

Uma reflexão que fiz, a não muito tempo atrás, me deixou muito empolgado para fazer esta pergunta agora e então discutir com você uma resposta.

 

Você é Estrategista ou Ferramenteiro?

 

Nas Empresas WEB o Ferramenteiro √© o funcion√°rio, ou o profissional, que sabe tudo sobre criar perfis¬†nas redes sociais, no¬†Facebook, no Twitter… sabe ainda onde √© que fica¬†cada bot√£o de configura√ß√£o no¬†Google Analytics, no Adwords, como usar¬†os melhores softwares para monitorar a presen√ßa de¬†uma marca na Internet, sem falar que √© com ele essa hist√≥ria de postar em um blog, pois √© o cara que sabe instalar um WordPress no servidor ou mexer no FTP. Essas s√£o tarefas dos¬†Ferramenteiros.

 

Perceba ent√£o que √© um Ferramenteiro que torna poss√≠vel o trabalho do Estrategista. √Č quem monta o time de cria√ß√£o e faz a coisa toda acontecer, tirando o plano do papel. Ele transforma a estrat√©gia em realidade, em uma a√ß√£o concreta e vis√≠vel n√£o s√≥ ao seu Estrategista, mas para o Usu√°rio ou Consumidor¬†Final – normalmente o seu p√ļblico alvo que acessa a sua p√°gina¬†atrav√©s da¬†Internet, seja pelo seu PC, notebook, tablet ou smartphone.

 

J√° o Estrategista tem um diferente papel. Olha para um neg√≥cio e sabe que h√° cerca de 50 milh√Ķes de bichinhos de estima√ß√£o no pa√≠s (1 para cada 4 pessoas), que c√£es e gatos somam cerca de 40 milh√Ķes de animais e grande parte das despesas com eles ficam por conta da alimenta√ß√£o (65%).

Os animais s√£o tratados como parte da fam√≠lia e tem como p√ļblico-alvo, para produtos relacionados aos pets, principalmente as mulheres (70% das compras) e que os propriet√°rios de pet gastam cerca de R$760 por ano com c√£es.

Ent√£o de posse dessas informa√ß√Ķes, um Estrategista pesquisar√° onde se encontra tal p√ļblico-alvo, como ele interage com o mercado para suprir seus desejos de consumo e, principalmente, porque compram mimos e adere√ßos para seu pet. Ser√° que fazem isso para suprir a falta de filhos ou porque gostam de exibir seu pet para a sociedade? Ter um pet √© quest√£o de car√™ncia causada pela sociedade ca√≥tica e solit√°ria?

 

As primeiras perguntas de um Estrategista, ap√≥s profunda leitura do cen√°rio, do neg√≥cio, do p√ļblico-alvo, ser√£o:

 

‚ÄúQual a convers√£o da a√ß√£o digital? Quais foram as vendas? A gera√ß√£o de leads? Ouve doa√ß√£o, recompra?‚ÄĚ, ‚ÄúQual a abordagem de comunica√ß√£o a ser usada para convencer o p√ļblico-alvo a converter a meta?‚ÄĚ, ‚ÄúOnde o p√ļblico-alvo se concentra? no Facebook, no LinkedIn, no Decora.me, no blog?‚ÄĚ. ‚ÄúQuais as necessidades, desejos e ansiedades que esse p√ļblico tem para serem preenchidas?‚ÄĚ

 

Essas perguntas n√£o tem rela√ß√£o com a ferramenta, mas sim com as pessoas e com o business. Um Estrategista enxerga o business e a convers√£o (o visitante virando cliente). Ele pode n√£o saber onde est√° o bot√£o para transformar perfil em Fanpage no Facebook, mas sabe que isso √© necess√°rio para gerar relacionamento com o p√ļblico-alvo.

 

Em resumo, o Estrategista precisa saber o que é possível fazer, mas não necessariamente é mais importante saber como fazer.

 

Por isso¬†ele tem o Ferramenteiro. Muitos Estrategistas s√£o tamb√©m razo√°veis Ferramenteiros. Sabem fazer uma boa campanha de Adwords ou entendem razoavelmente de SEO, mas sem d√ļvida, n√£o entendem tanto¬†das ferramentas como algu√©m que passa o dia inteiro sobre elas.

O grande problema é quando um profissional (ou o mercado) confunde estratégia com ferramenta. Criar uma Fanpage não é estratégia. Estratégia é o que você faz com a Fanpage e como ela conversa com todas as outras iniciativas gerando um resultado tangível, previsto e crescente. O Estrategista é e sempre deve ser um leitor de pessoas e de mentes, um excelente profissional da Administração de Marketing. Um Ferramenteiro é um especialista em operar a máquina.

 

Muitos Ferramenteiros usam a palavra estrat√©gia como se estivessem de fato fazendo-a. N√£o est√£o. Est√£o apenas operando a ferramenta. L√≥gico que sempre h√° um pouco de estrat√©gia em uma a√ß√£o, mas nem sempre a certa e nem mesmo a melhor (recomendo ler o livro “Estrat√©gia boa, estrat√©gia ruim” de Richard P. Rumelt, para entender esse ponto).

Como retrata Conrado Adolpho (autor do livro “Os 8Ps do Marketing Digital“), para mim o guru nestes assuntos estrat√©gicos da √°rea digtal, muitos Estrategistas acham que se n√£o souberem mexer na ferramenta n√£o podem ser considerados profissionais de marketing digital. Querem aprender todas as ferramentas a fundo perdendo o foco de sua fun√ß√£o: entender de gente, ler, entender sobre o business, perceber para onde o mercado est√° indo, conversar com os empres√°rios para entender seus problemas reais e fazer a tradu√ß√£o entre o ‚Äúmundo real‚ÄĚ e o ‚Äúmundo dos bits‚ÄĚ.

 

O Estrategista sabe que n√£o √© a ferramenta, e muito menos uma √ļnica ferramenta, que traz o resultado.¬†O relacionamento pode estar no cart√£o (magn√©tico em¬†pl√°stico) de fidelidade ou ent√£o em um bom atendimento. A rede social n√£o faz absolutamente nada sozinha caso o atendimento da empresa seja p√©ssimo ou n√£o se importar verdadeiramente com o cliente.

O que existe é o bom e velho Marketing, mas em um mundo com novas regras, onde ele se transforma e muda a maneira como é operado. O Marketing porém, deve continuar falando de gente, não de máquinas ou novas ferramentas apenas.

 

O papel do Estrategista nesse ambiente digital, no Brasil, ainda est√° muito confuso dado o pouco conhecimento do que √© esse novo ambiente e do que √© a pr√≥pria estrat√©gia, palavra que tem sido usada para praticamente tudo (para entender melhor esse ponto, sugiro ler “Entendendo Michael Porter” de Joan Magretta).

 

Cabe aos poucos Estrategistas –¬†sejam¬†profissionais como o¬†Administrador ou outro da √°rea da Comunica√ß√£o Social por ex.,¬†que estando capacitado a esta fun√ß√£o gerencial –¬†a miss√£o de¬†mostrar que uma boa estrat√©gia, sin√©rgica, conjunta, coesa, pode levar qualquer cliente a LUA!¬†O Ferramenteiro √© t√£o necess√°rio quanto o Estrategista e os dois devem trabalhar em conjunto, pois saber qual bot√£o apertar √© t√£o necess√°rio em uma a√ß√£o quanto saber como deve apert√°-lo.

Bem Vindo ao Blog Profmarketing!

Padr√£o

Este Blog nasceu para poder compartilhar conhecimento, para poder enriquecer as capacidades técnicas e pessoais de todos os profissionais que atuam ou desejam atuar na área de Marketing.

Para começar, indico que veja o vídeo abaixo que demonstra bem um certo dilema que estamos vivendo em nosso mundo atual.


E aí você é ON ou OFF?

Já adianto a você que prefiro uma lógica ON-OFFLINE!

Ou seja, devemos estar sempre interligados, conectados, mas jamais deixar de viver e aproveitar nosso mundo offline!

Um abra√ßo a voc√™ e bom proveito ao nossos conte√ļdos!

Prof. Adm. Nícolas Furlan


Warning: array_key_exists() expects parameter 2 to be array, null given in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 700

Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 764