Negócios são JOGO ou ARTE?

Padrão

Negócios são JOGO ou ARTE?

Sempre achei que o mundo dos negócios fosse um JOGO.

Pensava mesmo que negócios era um JOGO.

Que estava relacionado diretamente ao mundo dos esportes, da competição.

Este pensamento veio naturalmente com as minhas experiências como vendedor, competindo e vendendo, não olhando o mercado de fora, mas sim na pressão do estádio cheio de torcedores adversários (concorrentes e mercado competitivo) onde precisava ter forças e habilidades muitas vezes além daquelas que eu imaginava possível, para que ao final (que na verdade nunca existe) pudesse dizer: venci.

Neste mundo do JOGO e da competição a regra é muito simples: um ganha e o outro perde.

Exemplo: nas olimpíadas para um ganhar a medalha de ouro o outro precisa ganhar a medalha de prata.

E essa mentalidade de você ter que suprimir seu competidor, de você ser melhor do que ele é uma regra para você estar em JOGO. Ok.

Mas isso deixa-nos muito pressionados e desgastados, com uma carga de exigência muitas vezes além de nossas capacidades físicas. E será que é isso o melhor?

Como agora atuo mais na área educacional e da pesquisa sobre as realidades empresariais consigo obter facilmente uma visão mais externa deste JOGO e percebi o seguinte:

Devemos tratar nossos competidores (concorrentes) como se estivéssemos não no mundo do JOGO, mas no mundo da ARTE!

Porque: certamente você percebe que seus competidores estão sempre criando coisas novas e incríveis, e você até incomodado com isso se desafia para fazer algo ainda mais incrível. Mas certamente não percebeu que seus concorrentes são, na maioria das vezes, apenas artistas que nem você!

 

E como os artistas hoje tem feito?

 

Cada um deles tem feito seu trabalho cada vez melhor e na base da parceria mesmo é que impactam de maneira ainda melhor suas competências no mercado. Possibilitam shows espetaculares (união de bons músicos), filmes incríveis (união de bons artistas de cinema e/ou televisão) para que o mundo das ARTES pareça cada vez melhor, mais rico em qualidade.

Em meio às empresas que pensam que o mundo do JOGO é a regra, as parcerias são bem mais difíceis. O vendedor ou empresário tem medo e raiva do seu competidor direto e receio de uma série de coisas que não são produtivas para com um melhor atendimento, em termos práticos, para com os nossos consumidores.

Enfim, não gostaria de ver todos apenas em um mundo de JOGO, mas mais sim, em um mundo de parcerias, em um mundo das ARTES, onde somos todos artistas e cada um de nós temos um potencial único para desenvolver integralmente melhores emoções e sentimentos ao público consumidor.

No mundo das ARTES se trabalha para os aplausos!

Leave a Reply


Warning: array_key_exists() expects parameter 2 to be array, null given in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 700

Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/profmarketing/www/wp-content/themes/icy/lib/core.php on line 764